Murilo Machado no Wrocław Panthers, da Polônia

Jogador brasileiro disputa a European League of Football


O jogador de linha ofensiva, Murilo Machado Silva, de 28 anos, disputa a ELF pelo Wrocław Panthers, equipe Polonesa. Confira a entrevista que fizemos com ele!


Liga BFA: Como você começou no futebol americano e por quais equipes do FABR passou?

Murilo: Comecei no Goiânia Rednecks em 2013 e participei de 2 camps da seleção brasileira em 2014 e 2016.


Em 2017 e 2018 joguei no Timbó Rex. No começo de 2019 voltei para o Goiânia Rednecks e joguei alguns jogos, e posteriormente tive a oportunidade de ir para Oldenburg Knights, da 3° divisão da GFL, na Alemanha, onde pela primeira vez na história do time fomos campeões da divisão norte, fazendo com que fôssemos para os playoffs para disputar o acesso à GFL 2° divisão. Entretanto, por burocracia do visto adicional de 90 dias, não pude ficar para jogar os playoffs. Assim, retornei em agosto de 2019 para o Brasil e, posteriormente, voltei para o Rex para disputar por um período determinado a BFA daquele ano.


No começo de 2020 tive minha segunda oportunidade fora do Brasil. Joguei na FFFA 1ª divisão pelo Thonon Panthers, mas por causa do Covid realizamos apenas três jogos, e depois a liga foi cancelada. Voltei em junho novamente para o Brasil e para o Rednecks, e no final daquele ano fizemos 2 jogos válidos como a final do Candango.


E agora, em 2021, tive minha terceira oportunidade de vir para a Europa e jogar na European League of Football pelo time do Wrocław Panthers na Polônia.


Liga BFA: Como é jogar na Europa?

Murilo: Ter conseguido essas oportunidades de jogar na Europa foi, e está sendo, muito bom. Agradeço constantemente por essas oportunidades terem aparecido na minha vida. Poder conhecer outras culturas, ter experiências fora do Brasil, praticando futebol americano, tem sido uma baita experiência.



Murilo de capacete e roupa de treino com companheiros de time se deslocando para iniciar uma jogada
Murilo em um treino do Wrocław Panthers


Liga BFA: Qual é a principal diferença entre o FA Europeu e o futebol americano jogado no Brasil?

Murilo: Principal diferença é a acessibilidade de apoio que os times na Europa têm. Nos três times que passei na Europa, e com níveis diferentes, o apoio das empresas, das cidades, e dos fans fazem uma grande diferença para a evolução das equipes.


Outra diferença, dependendo do nível da liga, é a velocidade do jogo, nas questões de entendimento e leitura do próprio jogo.


Liga BFA: Na sua opinião, existem mais oportunidades para jogadores da BFA atuarem na Europa?

Murilo: Com certeza. As oportunidades estão aparecendo, a EFL tem uma ambição de evoluir bastante como uma grande liga na Europa, creio que para próxima temporada com certeza entrarão mais times competitivos, e com isso a liga só tem a crescer, junto com muitas oportunidades para nós jogadores da BFA. O que precisamos agora é sermos mais vistos, e isso já está acontecendo, principalmente com essa parceria da BFA e EFL.


E vale ressaltar as pessoas que ajudam/ajudaram diretamente e indiretamente nessa visibilidade. Como exemplo, tivemos atletas que participaram de combines internacionais, e isso trouxe os olhares de alguns treinadores de fora.


Liga BFA: Quão importante é saber falar inglês para jogar na Europa?

Murilo: Extremamente importante. A comunicação é a base de tudo, se jogamos um esporte americano, o básico é saber as nomenclaturas das jogadas e técnicas em inglês e entendê-las.


Óbvio que dependendo do país que você for e se tiver conhecimento na língua, você conseguirá jogar, porém mais uma vez, saber as nomenclaturas e as técnicas em inglês e entendê-las é o básico. E outra, aprendizagem nunca é demais.


Liga BFA: Para os jogadores brasileiros que desejam jogar na Europa, quais são os requisitos básicos?

Murilo: Entender o processo para ser um atleta, mentalidade de atleta, compromisso com sua palavra, humildade para escutar e aprender, disposição e persistência.


Questão de documentação: passaporte preparado e se certificar com o time

sobre todas as documentações necessárias para a entrada no país.


Liga BFA: Como foi o seu processo para conseguir uma vaga na EFL?

Murilo: Eu tenho uma conta no Europlayers, onde você coloca seus melhores momentos, então através desta plataforma o Head Coach entrou em contato comigo e, posteriormente, marcamos uma vídeo chamada. Logo depois eu enviei alguns videos meus de rotinas de academia e alguns drills específicos. Depois ele confirmou algumas informações sobre minha pessoa como atleta com o Thonon Panthers e então fizemos outra vídeo chamada, quando ele fez a proposta para eu vir jogar em Wrocław.


90 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo